• Curta permanência hospitalar (com média de 24 – 36h);

• Rápida recuperação;

• Retorno laborativo precoce;

• Incisões mínimas e estéticas, evitando incisões com grandes dimensões;

• Menor perda sanguínea;

• Procedimento minimamente invasivo;

• Tendência mundial em tecnologia cirúrgica.